Arquivo | Reflexões RSS feed for this section

A história de Ian e Larissa

17 nov

Acabei de assistir a um vídeo que me tocou profundamente e  não poderia deixar de compartilhá-lo com vocês. Quantas vezes colocamos dificuldades em nosso relacionamento com o próximo e com Deus, e vemos problema em tudo que fazemos. Me senti primeiramente constrangida por essa história, e depois, totalmente renovada! Deus é amor, e se revela através do amor. Assistam até o final! 

Dica de Filme: One True Thing (pt. Um amor verdadeiro)

10 nov

Quem me conhece sabe que sou apaixonada em livros, filmes e séries. É uma pena que eu esteja tão ocupada ultimamente com todo meu trabalho, blog, faculdade e a vidinha de casada, caso contrário teria muito mais filmes e livros para indicar a vocês. Apesar da correria, no sábado de manhã enquanto fazia as unhas e escovava o cabelo consegui assistir ao filme relacionado no título. Virou uma mistura de esmalte, secador e lágrimas… fui tirar fotos com os olhos inchados! Me emocionei bastante com a história do filme.

One_True_Thing

O filme foi lançado em 1998 e a história se passa em 1987, nos Estados Unidos. Conta a vida de uma família comum norte americana. A personagem principal, Ellen, é jornalista e trabalha em Nova York até que se vê forçada a voltar para a casa de seus pais no interior para cuidar de sua mãe que está com câncer. Desde o inicio do filme, antes da descoberta da doença, percebemos certo desprezo de Ellen pela mãe, interpretada por Meryl Streep: uma simples dona de casa, cheia de feminices, membro de um grupo de mulheres que faz caridade, festas e decoração de Natal. Ellen queria ser mais do que a mãe representava, e para isso se inspirava no seu pai, extremamente crítico, professor renomado em uma universidade e escritor.

Não vou contar detalhes por detalhes do filme pois prefiro que vocês assistam, mas posso dizer que Ellen aprende muito quando passa a fazer as tarefas que antes eram da mãe. Descobre quem o pai realmente é, e o papel fundamental que a mãe exerce não só em casa como na sociedade em que vivem. E depois de revoltada por ter de deixar seu emprego e de ver com clareza os defeitos de cada um da sua família, ela aprende que amar é ultrapassar as barreiras da imperfeição humana. #chorei

Quem já assistiu ou quem assistir depois de ler essa indicação, deixe seu comentário aqui. Quero saber se você gostou! Obrigada pela visita e volte sempre! ♥

 

Love Story- Bianca e Henrique

5 nov

 Bom dia flores do dia! Como eu havia dito aqui no blog alguns posts atrás, no sábado estive presente em um momento muito muito especial: o noivado dos meus amigos Bianca e Henrique. Decidi que precisava fazer esse post em homenagem ao casal. O momento era muito esperado por eles e por todos que acompanharam de perto esse relacionamento.

Downloads

 Tudo começou em 2009. Ela fazia ensino médio, ele já tinha terminado. Um dia qualquer ele fuçava no Orkut quando viu o perfil de Bianca nos meus amigos. Em questão de minutos ele havia me feito um questionário sobre aquela linda menina de longos cabelos castanhos. Ele queria vê-la! Seria possível ser tão bonita pessoalmente? A amiga logo contou toda a conversa para Bianca, que se interessou contidamente da situação e concordou em conhecê-lo pessoalmente. Foram dias e dias de encontros marcados sem nenhum sucesso. O rapaz havia sumido! Havia ele desistido? Se arrependido? Mistério… Bianca ficou decepcionada com o sumiço do moço, mas se continha. Dias depois ele reapareceu com alguma desculpa da qual não me recordo bem, insistindo que agora sim o encontro iria acontecer. E não é que aconteceu mesmo?

 Era um dia comum de aula, mas fora da escola havia um coração ansioso e dentro da escola outro coração aguardava. Meio dia e quinze dois pares de olhos se cruzaram. Eu bem me lembro de olhar aquele menino de boné e pensar: “não acredito que ele veio conhecer a menina desse jeito”, mas enquanto isso Bianca estava vidrada, já se derretendo por um par de olhos azuis. E os dois não deixaram mais de se ver. As amigas se tornaram espiãs. De vez em sempre seguíamos o casalsinho pelas ruas de Itumbiara após a aula, nos escondendo atrás dos carros e observando enquanto eles se davam as mãos, enquanto ele a acompanhava até sua casa.

Bianca e Henrique

 As cenas desse casal são dignas de cinema! Galanteios debaixo da sacada, tomando banho de chuva, serenatas de violão, invadindo o colégio para fazer uma declaração de amor, flores… e aqui estamos, mais de 4 anos depois, diante do pedido de casamento, que ele mesmo escreveu:

EU NÃO QUERO MAIS NAMORAR COM A BIANCA.

Eu não quero mais namorar a Bianca, porque ela é uma mulher de fé, teme e ama a Deus acima de tudo.
Eu não quero mais namorar a Bianca, porque ela tem o coração mais humilde e generoso que eu conheci.
Eu não quero mais namorar a Bianca, porque ela tem um carisma e uma beleza encantadora.
Eu não quero mais namorar a Bianca, porque ela é, provavelmente, uma das únicas pessoas puras de coração que existem por ai.
Eu não quero mais namorar a Bianca, porque ela é extremamente inteligente e dedicada em tudo o que faz.
Eu não quero mais namorar a Bianca, porque ela com certeza será uma excelente mãe. É incrível a forma com que ela lida com as crianças.
Eu não quero mais namorar a Bianca, por que ela tem um sorriso que me faz sorrir involuntariamente.
Eu não quero mais namorar a Bianca, porque ela é a mulher e o amor da minha vida.
Eu nunca mais quero namorar a Bianca, porque eu quero me casar com ela.
Bianca, quer se casar comigo?”

 VELHA DE VINTE-9

E ela disse SIM, e os amigos vibraram com mais uma cena desse romance. E os votos de felicidades são imensos, incontáveis… Que Deus abençoe, que venha o casamento, que as amigas ajudem, que os amigos aguentem, que sejam infinitamente felizes! Amo vocês, parabéns!♥–♥

Síndrome do Coitadismo

3 out

Sindrome de Coitadismo

Existe uma nova doença que a cada dia acomete mais e mais brasileiros. Ela não é contagiosa mas quem a possui escolheu tê-la. E a exibe com orgulho. É a síndrome do coitadismo! Tais pessoas preferem reclamar das condições em que vivem, da economia, das empresas, dos patrões, dos colegas de trabalho do que fazer algo por si mesmos. Quem nunca encontrou com um ser desses? Para eles a vida conspira contra os “pobres coitados” e invariavelmente depositam as esperanças de melhorias nos governos. Se tornam dependentes emocionalmente e financeiramente. A maioria prefere a esmola do governo do que tomar as rédeas da própria vida. O grande problema é que os maus políticos se aproveitam da ingenuidade e dependência desses brasileiros tornando direitos e garantias fundamentais presentes na nossa Constituição em moeda eleitoral.

Os que sofrem dessa síndrome geralmente se escondem atrás de um cartão governamental ao invés de aproveitarem o auge da produtividade de suas vidas. O que podemos fazer para não pegar essa doença? Primeiramente ter uma atitude positiva em relação às adversidades que a vida nos apresenta. Afinal, todos sempre teremos problemas, a diferença das pessoas bem sucessidas é o que resolvem fazer com os problemas: enfrentam de frente sem choramingar, por mais difícil que possa ser. Depois é preciso ser prático, sair da zona de conforto ajuda muito. É fácil reclamar que não há emprego sentado no sofá. Tem que ir pra rua, por a cara pra bater, arriscar. As dificuldades são vencidas assim, aos pouquinhos mas de frente.

 Por Vinicius Prudente de Campos

Estátua de Sal

30 set

Ló era sobrinho de Abraão e depois de perder seu pai, passou a acompanhar o tio por aonde ele ia, e cuidavam do rebanho juntos. Depois de terem ficado muito ricos e os rebanhos terem crescido muito, eles decidiram se separar, escolhendo Ló morar próximo à cidade de Sodoma pois a terra era fértil, o que seria ótimo para seus negócios.

Algum tempo se passou. Ló já havia se casado e constituído família em Sodoma quando Deus decidiu destruir a cidade. Por clamor de Abraão, Ló foi avisado por anjos que a cidade seria destruída e que ele e sua família não deveriam olhar pra trás, apenas fugir. Naquele dia Ló perdeu muito! Sua casa, seus amigos, parte de sua família, seus bens e patrimônios e sua esposa. Apesar de terem sido avisados por anjos de que não deveriam olhar para trás, durante a fuga, a mulher de Ló cometeu esse terrível erro e se transformou em uma estátua de sal.

Ainda hoje temos muitas pessoas sendo transformadas em estátua de sal, não literalmente como a mulher de Ló, mas que estão presas ao passado de tal maneira que mesmo vivas não conseguem se mover, crescer, olhar pra frente.

Nem sempre o que é bom aos nossos olhos será bom para nós e para nossa família. Ló viu uma terra fértil, não esperava toda aquela destruição.

Às vezes estamos presos no passado, nas dores, nas conquistas, nos bens, nas perdas, nas decepções ou nos prazeres, de modo que viramos uma estátua de sal, presos, estagnados no tempo, ignorando o presente e o futuro como se fôssemos viver pra sempre, olhando pra trás como a mulher de Ló.

 PLANTAÇÃO DE GIRASSOIS

Observe como os girassóis seguem a luz sem se preocupar com a noite que ficou pra trás. Perdoe e deixe que caia no esquecimento. Lembre-se que somos passageiros aqui e a passagem é curta demais para se remoer com coisas que não nos tornarão pessoas melhores.

Beijos, beijos. Deus abençoe.

Referência: Gênesis, Capítulo 19 – Bíblia.

Página 4 de 41234